NOTÍCIAS

Alzheimer em pauta

26/12/2023

Pesquisadores da Escola de Medicina Perelman da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, descobriram uma molécula que retarda a formação de certas proteínas e reverte os sinais da doença de Alzheimer, incluindo o comprometimento da memória, em um modelo com ratos com o problema.

O composto estudado pelos pesquisadores, chamado de 4-fenilbutirato (PBA), é uma molécula de ácido graxo conhecida por funcionar como um acompanhante químico que inibe o acúmulo de proteínas. Nos ratos, as injeções de PBA ajudam a restaurar os sinais de proteostase normal (processo de regulação proteica) nos cérebros dos animais, ao mesmo tempo que melhoraram o desempenho dos bichos em um teste de memória padrão, mesmo quando administrado no final do curso da doença, segundo matéria publicada no jornal O Globo.

Retornar
© SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA MINIMAMENTE INVASIVA E ROBÓTICA - SOBRACIL


Desenvolvido por