NOTÍCIAS

Aumentam traumas entre profissionais de saúde relacionados à pandemia

05/04/2021

Pesquisa realizada durante a primeira onda da pandemia do coronavírus, mostrou que 78% dos profissionais de saúde tiveram sinais da síndrome de “burnout”, distúrbio caracterizado pelo estado de tensão emocional e estresse provocados por condições de trabalho desgastantes, como conviver diariamente com a morte, o medo de se infectar ou transmitir Covid-19 para seus familiares.

Entre os médicos da linha de frente, a prevalência foi de 85%, de acordo com estudo de amostragem nacional, realizado pela startup de saúde Pebmed. A pesquisa mostrou que jovens, mulheres e profissionais de hospitais públicos são os mais susceptíveis. E que os sintomas são como os de traumas de guerra, entre os quais estão os flashbacks – com cenas voltando à mente de forma invasiva, alterações do sono, sintomas de depressão e ansiedade e desejo de evitar tudo que lembra aquela experiência. Os sintomas podem levar semanas ou meses para desaparecer.

Retornar
© SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA MINIMAMENTE INVASIVA E ROBÓTICA - SOBRACIL


SSL
Desenvolvido por