NOTÍCIAS

Vacina nasal contra COVID em pesquisa no Brasil

29/01/2024

Estudo publicado na revista Vaccines, desenvolvido pela Universidade de São Paulo em parceria com a Fiocruz-Fundação Oswaldo Cruz, mostra que uma nova vacina contra a Covid-19, administrada por via nasal em forma de spray e desenvolvida por pesquisadores brasileiros, apresentou 100% de eficácia contra a doença, em testes iniciais com camundongos. 

Para induzir a resposta imunológica, a vacina utiliza a proteína Spike do novo coronavírus, que é usada para se conectar e contaminar a célula humana. A dose conta também, com um adjuvante, substância que amplia a produção das defesas.  Juntos, a proteína e o adjuvante são envoltos numa partícula de lipídio chamada lipossoma. 

Até aí, a formulação é semelhante a de outras vacinas que já existem para a doença.  O grande diferencial é a administração nasal. Os pesquisadores explicam que, nas mucosas, há uma grande produção de anticorpos, por isso o estímulo diretamente ali deve proporcionar melhores defesas.  Agora, segundo o estudo, a expectativa é que a dose avance nos testes, com os mesmos resultados dos animais para os seres humanos.

 

Retornar
© SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA MINIMAMENTE INVASIVA E ROBÓTICA - SOBRACIL


Desenvolvido por